Cálculo Renal

4 tratamentos para cálculo renal

A combinação de certas substâncias nos canais urinários ou dentro dos rins favorece a formação do cálculo renal. Geralmente, dietas ricas em sal e comidas industrializadas, aliadas à baixa hidratação e ao histórico familiar, são fatores relevantes nesse contexto. Justamente por contribuírem para a composição dessa massa sólida. Recentemente, o departamento de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) revelou que 10% da população passa por esse trauma. Além disso, a pedra nos rins, como é popularmente conhecido o cálculo renal, atinge muito mais homens que mulheres — maior ocorrência entre os 20 e os 40 anos.

Sintomas do cálculo renal

Vale ressaltar que a dor provocada pelo cálculo renal é descrita como incontrolável. Em geral, as pessoas se contorcem, algumas até se jogam no chão, dado o estresse provocado. Entretanto, além da dor indescritível, outros sintomas podem se manifestar, como febre, vômito, sangue e dor ao urinar, estão comumente associados a esse tipo de manifestação aguda. Então, a fim de aliviar esses espasmos e melhorar a sua saúde, listei alguns tratamentos eficazes, quer ver? Continue a leitura!

1. Beba mais água

A água é fundamental na hidratação corporal, pois auxilia no transporte de nutrientes e contribui para a eliminação de determinados resíduos do organismo. Por exemplo, quando a pedra é muito pequena, ela é naturalmente expelida pelo simples ato de beber água.

2. Evite a ingestão de água

“Como assim?”, você deve estar se perguntando. Então, é exatamente isso. Nos momentos de crise, é fundamental evitar a ingestão de líquidos. Como medida preventiva, e também como forma de tratamento, a água é excelente. Porém, durante a cólica renal, ela complica a vida do enfermo. Normalmente, as cólicas ocorrem no instante em que as pedras obstruem as vias urinárias. Muita gente acredita que tomar água durante a crise ajuda o rim a forçar o cálculo para baixo. No entanto, a medida é desastrosa, porque, no momento da obstrução, o rim filtra o líquido, mas não tem como eliminá-lo. Por isso, há dilatação, inchaço e muitas dores.

3. Tenha uma dieta balanceada

Como informei, as comidas e as bebidas industrializadas prejudicam a vida de quem sofre com o cálculo renal. Portanto, evite-as, até porque elas concentram uma quantidade significativa de substâncias químicas e sódio no organismo. O sal favorece a formação de pedras nos rins, sendo assim, restringi-lo ou diminuí-lo nas refeições trará benefícios, sobretudo para aquelas pessoas que sofrem de hipertensão. Outro cuidado que você precisa ter é com a ingestão de cálcio — não pode ser pouca nem exagerada. Se você não sabe, no intestino há uma concentração significativa de um composto denominado oxalato. Quando ele não encontra cálcio, esse composto simplesmente parte para o sistema urinário e gruda-se no cálcio de lá. Daí, começa o desenvolvimento da temida pedra. Então, a ingestão correta desse elemento é fundamental para saúde do rim.

4. Busque ajuda médica

O tamanho da pedra nos rins é um fator importante, porque isso direciona o tratamento. Geralmente, as pedras acima de 4 milímetros são expelidas com o auxílio de analgésicos. Já para o caso daquelas que possuem mais de 10 milímetros, a intervenção cirúrgica é recomendada. No tratamento do cálculo renal, alguns cuidados são fundamentais para garantir o alívio e a saúde dos rins. Por isso, o acompanhamento médico também é necessário, porque, com a ajuda dos especialistas, o paciente consegue viver bem e melhor. Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como urologista em Goiânia!
Comentários
Dr. Pedro Henrique Moreira

Posted by Dr. Pedro Henrique Moreira