Câncer de próstata

5 fatores de risco para o câncer de próstata

O preconceito e a falta de informação contribuem para o aumento dos riscos de câncer de próstata no Brasil e no mundo. Por aqui, o Instituto Nacional de Câncer (Inca) apresentou números assombrosos sobre a enfermidade, e isso colocou a saúde masculina em evidência. Para que você tenha noção da gravidade do problema, o Inca estimou quase 70 mil novos casos do tumor em 2018. Isso fez a patologia ocupar o topo da lista das neoplasias que mais atingem os brasileiros — cerca de 31,7% de ocorrências. Além disso, o problema também apareceu dentre as moléstias que mais matam homens, porque, na classificação por sexo, ocupou o 2º lugar no que se refere à mortalidade.

Fatores que influenciam no surgimento do câncer de próstata

Apesar de os dados não serem positivos, ainda assim, é possível melhorar a saúde dos homens. E, neste artigo, destaco algumas características que potencializam os riscos da doença. Dessa forma, você tem a oportunidade de redobrar os cuidados na sua rotina de prevenção. Então, para saber quais são essas características, leia o texto até o final!

1. Obesidade

O excesso de gordura corporal, comumente, está associado ao aparecimento de diversos tumores, sobretudo o de próstata — inclusive, nessas condições, esses acometimentos tendem a ser agressivos e de difícil tratamento. No entanto, mesmo diante do perigo iminente, a obesidade cresce a passos largos por aqui, segundo informações do Ministério da Saúde. E, ao que tudo indica, até 2025, 29 mil casos surgirão em decorrência dessa alteração, de acordo com o periódico científico Cancer Epidemmiology.

2. Hereditariedade

Infelizmente, algumas condições fogem da nossa alçada. Por isso, o histórico familiar é muito importante para identificarmos as ameaças. Por exemplo, se na sua família houve ocorrência da enfermidade, então, você deve buscar soluções preventivas. O mesmo vale para quando falamos do câncer de mama, porque, se as mulheres da família manifestaram a moléstia, consequentemente, isso intensifica a chance do surgimento do câncer de próstata no público masculino. Ainda sobre o fator de sucessão, devo dizer que as mutações hereditárias elevam em até 10% as aparições da neoplasia, principalmente quando há casos recorrentes do câncer. Dessa maneira, alterações nos genes, como síndrome de Lynch, mutações HOXB13 e RNASEL, além de BRCA1 e BRCA2, precisam ser identificadas o quanto antes.

3. Idade

A neoplasia é rara em homens abaixo de 40 anos, mas a probabilidade aumenta à medida que os anos avançam — geralmente, homens que passaram dos 50 têm mais chances de desenvolver o tumor.

4. Etnia

Embora não haja estudos que apontem de forma clara e definitiva, os homens negros são os mais afetados pela moléstia. Inclusive, dentre esse grupo, ela tende a ser mais agressiva e pode aparecer antes mesmo dos 40 anos.

5. Substâncias químicas

Alguns produtos químicos são verdadeiros aliados do desenvolvimento do câncer de próstata. Alguns deles são:
  • arsênio – frequentemente usado como agrotóxico e em madeiras;
  • aminas aromáticas das indústrias;
  • hidrocarbonetos policíclicos aromáticos;
  • produtos de petróleo;
  • dioxinas;
  • motor de escape de automóveis;
  • fuligens.
Mesmo que a ação do câncer de próstata não seja invisível, ressalto que, muitas vezes, ela é silenciosa. Infelizmente, muitos brasileiros têm sido afetados por ele. A resistência em cuidar da saúde coloca-os numa situação de vulnerabilidade. Afinal de contas, essa atitude dificulta o diagnóstico. Por isso, passe essa informação adiante e ajude a salvar vidas. Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como urologista em Goiânia!
Comentários
Dr. Pedro Henrique Moreira

Posted by Dr. Pedro Henrique Moreira