Disfunção erétil

Disfunção erétil: causas e tratamentos

A disfunção erétil, conhecida também como impotência sexual, é uma condição que consiste na dificuldade de obter ou manter a ereção do pênis, de modo que possibilite a penetração vaginal, bem como, a satisfação sexual. De acordo com a SBU, Sociedade Brasileira de Urologia, aproximadamente 50% dos homens brasileiros com idade superior a 40 anos apresentam queixas em relação à disfunção erétil.

A ereção é resultado de uma atividade conjunta do sistema hormonal com o sistema nervoso. Para que ela aconteça, as células das artérias penianas recebem uma mensagem para relaxar o tecido muscular, aumentando assim o fluxo sanguíneo e dilatando o órgão. Se há um desequilíbrio entre a contração e relaxamento da musculatura lisa do corpo cavernoso, ocorre a disfunção.

Os sintomas mais característicos desse problema  são a redução do volume e rigidez peniana, incapacidade de atingir e manter a ereção, diminuição dos pelos corporais, ausência ou atrofia dos testículos, deformação do pênis, doença vascular periférica e neuropatia. A boa notícia é que existe como tratar a disfunção erétil. 

Continue lendo o artigo, conheça as causas e tratamentos possíveis para amenizar os sintomas, melhorar a qualidade de vida e desempenho sexual dos homens que apresentam esse quadro.

Causas da disfunção erétil

As causas da disfunção sexual podem ser psíquicas ou físicas. Entre as razões psíquicas é possível citar a baixa autoestima, autoconfiança frágil, traumas passados, histórico de abuso físico e psicológico, preconceitos, tabus sexuais, ansiedade, estresse, excesso de preocupação com o desempenho no sexo, além de outras condições que afetam a mente, como problemas conjugais e financeiros.

Já as causas físicas incluem traumas e lesões na região, alterações hormonais como baixa testosterona, alcoolismo, lesões medulares, doenças vasculares, efeitos colaterais de medicamentos e tabagismo. Por falar em tabagismo, você já deve saber que o hábito de fumar realmente aumenta o risco de impotência sexual. Isso acontece porque há substâncias no cigarro que afetam diretamente o sistema vascular e os músculos das paredes arteriais e venosas, o que prejudica a qualidade da circulação sanguínea, aumenta a formação de placas e dificulta, consequentemente, a ereção.

Tratamentos

Há mais de um tratamento para a disfunção erétil e o protocolo terapêutico depende normalmente da causa do problema, gravidade dos sintomas apresentados e, até mesmo, do estilo de vida do paciente. Depois do diagnóstico e de uma cuidadosa avaliação clínica,  médico e paciente podem decidir entre métodos como as injeções intracavernosas para estimular a circulação e promover a dilatação do órgão sexual, uso de medicação oral para melhorar o fluxo sanguíneo para o pênis, favorecendo a ereção, além de terapia caso a razão para a disfunção seja algum bloqueio psicológico. 

Existe ainda a opção cirúrgica de prótese peniana. O procedimento é mais complexo e consiste na introdução de uma haste metálica, revestida por silicone, no pênis do paciente. Essa prótese assegura que o pênis fique ereto suficientemente para possibilitar a ereção.

Quer saber mais sobre a disfunção erétil? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como urologista em Goiânia!

Comentários
Dr. Pedro Henrique Moreira

Posted by Dr. Pedro Henrique Moreira