disfunção erétil

Disfunção erétil: o que é e como tratar?

Um dos problemas mais comuns e poucos debatidos entre os homens, atualmente, é a chamada: disfunção erétil. A doença, que pode ser diagnosticada como crônica, está relacionada à dificuldade permanente que o homem apresenta em obter ou manter uma ereção. No artigo de hoje você vai descobrir um pouco mais sobre esse assunto!

Principais causas da doença

O organismo humano é uma máquina. Por isso, para que nosso corpo funcione corretamente é preciso que todos os órgãos estejam saudáveis e trabalhando em harmonia. A disfunção erétil, também conhecida como impotência sexual, pode está relacionada a diversas outras doenças. Por isso, antes de iniciar um tratamento é preciso investigar a sua causa. Dentre os fatores apontados como possíveis causadores da disfunção estão:

  • Fatores psicológicos: depressão, ansiedade, estresse, entre outros, podem interferir no funcionamento do organismo e comprometer o desempenho sexual.
  • Fatores físicos: algumas doenças, de ordem orgânica, também podem colaborar para a disfunção, tais como: alterações hormonais, tabagismo, diabetes, doenças cardiovasculares, hipertensão arterial, uso de medicamentos em excesso (anti-hipertensivos, antidepressivos, remédios para ansiedade etc).

Principais sintomas

Dentre os sintomas mais comuns da doença, pode-se destacar:

  • Incapacidade em obter e manter a ereção: quando o pênis recebe estímulos e, mesmo assim, não consegue ficar ereto, é preciso ficar atento!
  • Demora para conseguir uma ereção: há casos que a ereção até acontece, porém ela demora bastante para desenvolver. Quando isso ocorrer, é necessário buscar ajuda médica!
  • Ereção pequena ou rigidez insuficiente: quando o pênis fica estagnado no meio do processo de ficar ereto, é sinal que seu organismo não consegue juntar sangue o suficiente para que ele fique realmente rígido. Fique atento!
  • Ausência de ereções espontâneas: o pênis costuma ficar ereto de forma espontânea, geralmente, durante o sono, por algum tempo. Quando isso não ocorre é sinal que algo pode está errado.

Como é feito o diagnóstico?

O próprio paciente deve observar o desenvolvimento do seu desempenho durante as relações sexuais. Caso venha notar algo diferente, deve procurar um urologista para obter o diagnóstico mais preciso.

A princípio é feito perguntas sobre a vida sexual e o histórico de saúde do paciente, a fim de identificar possíveis causas e fatores de riscos da doença. Em seguida é iniciado o tratamento.

Como é feito o tratamento?

Cada caso é específico, uma vez que a disfunção está relacionada a vários fatores. O tratamento pode ser feito de diversas maneiras, como por exemplo, por meio de medicação oral.

A psicoterapia também é indicada em casos que estejam relacionados ao fator psicológico do paciente. Outra forma de tratamento é a reposição hormonal e o implante de prótese peniana. Porém, eles são indicados para casos mais avançados.

Conviver com a disfunção erétil não é fácil, porém é possível controlar a doença a partir de um bom tratamento. A qualidade de vida está diretamente relacionada com o estilo de vida que você leva. Por isso, cuidar da sua saúde sexual é essencial! Se você está passando por algum problema como esse, procure um especialista.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho com urologista em Goiânia! 

Comentários
Dr. Pedro Henrique Moreira

Posted by Dr. Pedro Henrique Moreira