Ejaculação Precoce

Ejaculação precoce: saiba quais são os tipos e causas

A ejaculação precoce é um distúrbio que atinge um em cada três homens no Brasil. Trata-se da situação em que o indivíduo tem um orgasmo antes do esperado durante o sexo. Em geral, é considerada precoce, pois ocorre logo após a penetração ou, até mesmo, antes, sem que a pessoa consiga controlar. 

Na maioria dos casos, a causa é emocional e está relacionada à ansiedade. Vale lembrar ainda que, para que seja caracterizada como uma doença, é necessário que os episódios ocorram na maioria das relações, prejudicando o bem-estar do paciente e impedindo que ele prolongue o ato sexual. 

Neste post, saberemos mais sobre a condição. Acompanhe!

Tipos de ejaculação precoce

Para fins de classificação e com o intuito de orientar o tratamento, é comum dividirmos a disfunção erétil em alguns tipos: 

  • primária: quando o homem convive com a questão desde o início de sua vida sexual;
  • secundária: quando surge na vida do indivíduo que, até então, conseguia controlar por mais tempo o momento do orgasmo. A mudança na frequência deve ocorrer em mais da metade das relações para indicar o distúrbio;
  • situacional: quando ocorre somente em determinada situação, por exemplo, com uma parceira específica;
  • variável: não chega a ser um problema, e sim uma oscilação do tempo de ejaculação do homem, ou seja, quando ele tem um orgasmo mais rápido ocasionalmente;
  • subjetiva: neste caso, o paciente consegue manter a ereção por mais tempo sem chegar ao orgasmo. Entretanto, ele sente insatisfação durante o sexo. 

Causas para a condição

Não existem pesquisas conclusivas acerca de causas orgânicas, sendo que, como dito anteriormente, a principal é a ansiedade. Torna-se um círculo vicioso em que, ao tentar evitar que ocorra, o indivíduo fica ainda mais ansioso e mais rápido ejacula. 

Algumas questões biológicas, no entanto, podem ser prejudiciais neste sentido, tais como níveis hormonais acima do normal, distúrbios da tireoide, inflamações ou infecções na próstata e uretra, além de nível de neurotransmissores, por exemplo, adrenalina acima do normal no corpo. 

Opção de tratamento 

Por se tratar de um transtorno principalmente emocional, o tratamento dependerá da detecção do tipo e dos fatores que levam o indivíduo a ejacular rapidamente.

Sendo assim, a terapia é a principal aliada para que o homem consiga restabelecer uma vida sexual satisfatória. Além disso, é indicado o uso de antidepressivos. Os remédios visam elevar o nível de algumas substâncias no cérebro que auxiliam no controle da ansiedade. 

É fundamental que o paciente esteja aberto e receptivo ao que for proposto pelo especialista. Muitos homens têm vergonha de falar sobre o problema e demoram para recorrer à ajuda médica. Além de relatar o ocorrido, é importante manter um diálogo franco com a parceira sobre a questão.  

O casal pode, por exemplo, seguir algumas orientações caseiras que costumam ajudar no processo. Juntos, eles poderão atingir resultados melhores para superarem a ejaculação precoce e viverem momentos prazerosos para os dois. 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como urologista em Goiânia!

Comentários
Dr. Pedro Henrique Moreira

Posted by Dr. Pedro Henrique Moreira