ejaculação precoce

Ejaculação precoce: fatores de risco e tratamento

Ainda tratada como um tabu pela sociedade brasileira, a ejaculação precoce atinge muitos homens no Brasil e no mundo. Explicando de uma maneira simples, esse problema nada mais é que o orgasmo antecipado do homem e pode acontecer antes mesmo de o casal iniciar a relação sexual. Atualmente, essa disfunção atinge cerca de 30% dos homens, afetando a vida sexual e a autoestima deles de forma preocupante.

Caso isso já tenha acontecido com você ou com o seu parceiro, não é preciso se desesperar imediatamente. Se ocorrer somente uma ou duas vezes, não é necessário procurar um médico. Porém, se ela se tornar algo rotineiro, um profissional deve ser consultado imediatamente.

Fatores de risco

Alguns fatores podem colaborar para o surgimento desse problema nos homens. Um deles é a disfunção erétil. Pessoas que sentem dificuldade para conseguir ou manter uma ereção podem sofrer com o problema. Além disso, é preciso ficar atento para a saúde de uma forma geral, pois inflamações e infecções na área da próstata ou até mesmo doenças relacionadas à respiração podem desenvolver o distúrbio.

O estresse é visto como um dos principais causadores desse quadro. Todos sabemos que o estresse pode ser causado por vários motivos, como problemas familiares, no trabalho, financeiros, preocupações ou até mesmo traumas sexuais que tenham acontecido e deixado o homem inseguro na hora da relação sexual. Um fator que pode tornar o estresse algo ainda mais agravante é o uso exagerado de cafeína, pois tende a piorar o problema.

Trate a ejaculação precoce

É importante salientar que a melhor forma de tratar o problema é realizar um acompanhamento adequado com um urologista profissional e capacitado. Somente dessa forma o paciente terá o tratamento adequado e mais chances de cura.

Alguns medicamentos podem ser verdadeiros aliados no tratamento da ejaculação precoce, pois têm a capacidade de estender o período que o homem precisa para ejacular. Porém, é preciso ter cuidado e ingerir somente o que for indicado por um urologista.

A terapia sexual também é uma alternativa para quem sofre com o distúrbio. Procedimentos simples, como, por exemplo, masturbar-se uma hora antes do sexo pode retardar a ejaculação durante a relação sexual. Aumentar o tempo das preliminares também é indicado por vários especialistas no tratamento da ejaculação precoce.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como urologista em Goiânia!

Comentários
Dr. Pedro Henrique Moreira

Posted by Dr. Pedro Henrique Moreira