Urologia Oncológica

Urologia oncológica: os tipos de cânceres tratados pelo urologista

Recentemente, o câncer de pênis foi assunto nas manchetes dos principais jornais do Brasil. Dados sobre amputações do órgão e crescimento da doença no país preocuparam muita gente, inclusive, o governo. Por isso, a fim de destacar os tipos de cânceres tratados na urologia oncológica, escrevo este texto. Primeiramente, ressalto que o câncer de pênis é um dos tumores tratados pela urologia oncológica. Para que você tenha uma ideia, esse tipo de neoplasia atinge cerca de 6 mil brasileiros por ano, segundo informações do Instituto Nacional do Câncer (Inca). Ou seja, é um número bastante expressivo, que pode ser reduzido com algumas medidas preventivas. No entanto, isso é tema para outro artigo. Neste, especialmente, ressalto os cânceres tratados por essa especialidade. Quer saber mais? Continue a leitura!

O que é a urologia oncológica?

Assim como outras especializações médicas, essa área trata de uma causa específica. Ou seja, é o campo da urologia dedicado às neoplasias que se desenvolvem no sistema urogenital. O especialista desse segmento tem a responsabilidade de prevenir, diagnosticar, investigar e tratar tumores malignos. Normalmente, os cânceres urológicos são tratados por meio de intervenção cirúrgica, as quais, na maioria dos casos, são menos invasivas.

Quais são os tipos de cânceres tratados na urologia oncológica?

Como adiantei, o câncer de pênis integra a lista de cancros tratados pelo urologista dessa área. A patologia, que representa 2% dos tipos de cânceres, provoca, anualmente, a morte de mais de 400 homens, só no Brasil. Geralmente, a falta de higiene, o estreitamento do prepúcio, bem como a manifestação do vírus papiloma vírus humano (HPV), estão diretamente relacionados à doença. Mas, não para por aí, pois há outros neoplasmas malignos que integram a atenção da especialidade.

Doenças tratadas pela urologia oncológica

Câncer de bexiga

Na maior parte das vezes, os homens brancos e com a idade avançada tendem a ser os mais atingidos por esse problema. Vale ressaltar que o tabagismo eleva o risco de manifestação do tumor para até 70%. Além disso, determinadas substâncias químicas, como agrotóxicos, alumínio, drogas e petróleo contribuem para o aparecimento da doença.

Câncer de rim

O tumor de wilms, como também é chamado, é de causa desconhecida. No entanto, algumas síndromes genéticas, como WAGR, beckwith-wiedemann, e anormalidades geniturinárias estão comumente associadas ao surgimento dele. Nesse caso, o diagnóstico precoce é imprescindível para o sucesso do tratamento.

Câncer de próstata

Infelizmente, esse é o segundo tipo que mais mata os homens brasileiros, e, geralmente, a idade avançada é um dos fatores de risco para o surgimento do problema. Contudo, há outras características que aumentam a probabilidade de manifestação da enfermidade. Nesse sentido, destaco o excesso de gordura corporal, os fatores genéticos e a exposição contínua a certas substâncias químicas.

Câncer de testículo

Esse tipo apresenta baixa mortalidade quando identificado precocemente. Por isso, é sempre bom atentar para os fatores de risco, no caso, o histórico familiar, a exposição a agrotóxicos, as lesões na bolsa escrotal e a criptorquidia, que é a ausência de testículo (1 ou 2).

Câncer das vias urinárias

Os tumores das vias excretoras costumam ser raros e, frequentemente, estão associados à histologia do câncer de bexiga e ao tabagismo. Entretanto, o uso demasiado da erva Aristolochia fangchi e de analgésicos que contêm fenacetina também estão relacionados ao quadro. A urologia oncológica é uma especialidade dedicada ao tratamento de tumores. Ou seja, o profissional desse segmento é capaz de tratar cânceres relacionados ao pênis, à bexiga e à próstata. Portanto, se você é do sexo masculino, tem mais de 40 anos e nunca foi ao urologista, marque a sua consulta o quanto antes, porque a prevenção ainda é a melhor opção. Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como urologista em Goiânia!
Comentários
Dr. Pedro Henrique Moreira

Posted by Dr. Pedro Henrique Moreira